Estudo

Estudo teológico de textos bíblicos ou de temas específicos.

Um Deus Ciumento

Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?
Tiago 4:5

 

Estudando a carta de Tiago deparei-me com uma questão, onde Tiago achou esta afirmação nas escrituras? E o questionamento aumento quando vi no rodapé da Bíblia de Estudo Dake a informação de que não existe tal passagem no AT. Se não existe esta afirmação, porque Tiago diria tratar-se de um ensinamento da Escritura? Lembrei-me de ter lido algo sobre Deus ser ciumento em Deuteronômio e encontrei isto:

Porque o SENHOR teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.
Deuteronômio 4:24

 

Mas aqui fala de um Deus zeloso, nada de ciúmes aqui. O jeito foi mudar de Bíblia. Na tradução da Bíblia de Jerusalém encontro o mesmo texto da seguinte forma:

Pois o teu Deus Iahweh é um fogo devorador. Ele é um Deus ciumento.
Deuteronômio 4:24

 

Não, Tiago não leu a Bíblia de Jerusalém. Mas essa diferença entre a Almeida e a Jerusalém não me deixaram outra alternativa senão ir para o hebraico. Primeiro fui ver o grego, bem mais fácil, mas não resolveu a questão. No grego o texto de Deuteronômio está zeloso (ζηλωτὴς), não me dei por satisfeito, fui ao hebraico e Deus sabe como isso é difícil pra mim. E lá estava a chave do mistério.

No texto hebraico encontrei o termo קַנָּֽא (qana), ‘ciumento’, traduzido para o grego na septuaginta como zeloso (ζηλωτὴς). Aliás, em todos os lugares onde קַנָּֽא aparece no AT relaciona a Deus é traduzido para o grego como zeloso. Acontece que Tiago escreve para cristãos judeus e escreve como judeu. Faz referência a Jesus somente duas vezes em toda a carta, não fosse isto mal daria para reconhecê-la como escrito cristão. Provavelmente Tiago cita aqui o texto hebraico e, não levando em conta a tradução dos LXX, traduz קַנָּֽא como ciumento (φθόνον).

Numa análise rápida do adjetivo hebraico qana encontramos as seguintes possíveis traduções: ciumento, fanático, invejoso. Já para o verbo qine podemos ter: invejar, cobiçar, ter ciúmes, ser zeloso, ser adepto fervoroso. O que leva a crer que motivos que desconheço levaram os LXX a optarem por aproximar o adjetivo do verbo e traduzi-lo como zeloso. Faz-me lembrar do conceito ocidental de ciúme, muito ligado à inveja.

Mas se lermos os versículos anteriores percebemos facilmente que o texto bíblico fala da fidelidade a Deus, e de como ele deseja um amor exclusivo, dedicação integral. Deus não aceita dividir espaço com falsos deuses. Irrita-se com a idolatria, a infidelidade do seu povo. Ciúme, aqui me parece o termo mais aplicável. Trata-se de uma busca por fidelidade, não o ciúme possessivo e doentio que estamos acostumados a ver nos nossos dias. Deus exige exclusividade.

Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.
Êxodo 20:4-5

 

Mas os seus altares derrubareis, e as suas estátuas quebrareis, e os seus bosques cortareis. Porque não te inclinarás diante de outro deus; pois o nome do SENHOR é Zeloso; é um Deus zeloso.
Êxodo 34:13-14

 

Guardai-vos e não vos esqueçais da aliança do SENHOR vosso Deus, que tem feito convosco, e não façais para vós escultura alguma, imagem de alguma coisa que o SENHOR vosso Deus vos proibiu.
Porque o SENHOR teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.
Deuteronômio 4:23-24

 

Dt 5:8-9, Dt 6:14-15, Na 1:2

 

Acho que minha dúvida está dirimida. Sim, Tiago está certo, as escrituras falam de um Deus ciumento, que anseia pela fidelidade do seu povo, que sofre e se irrita com as traições, e que infinitamente ama os seus.

Anúncios
Categorias: Estudo | Tags: | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.